quinta-feira, novembro 26, 2009

Nada pra fazer.


- Vem comigo!
Ela caminhou de mãos dada com ele até um ponto perto da areia da praia, largou a  mochila e as mãos de que tanto gostava de aperta. Abaixou-se e desamarrou os cardaços do tênis rabiscado de canetinha verde, tirou as meias e logo em seguida olhou-o e falou com empolgação:
- Tire os seus também e deixe sua mochila aí, ninguém irá roubá-la
. -Mas ele continuou parado com um olhar confuso para ela. Impacientou-se logo.
- Vamos vai, não vai demorar e eu não quero envelhecer aqui, então vamos. E riu em seguida.

Ele ouviu aquela risada de quem tanto gostava, cheia de amor, paz, alegria. Mas como poderia ele, quebrar aquela alegria dizendo algo tão terrível assim?.
Ele fora buscá-la para contar algo que nem ele acreditava mais, mas mesmo assim tinha que contar.
Logo se deu conta que ela ainda o esperava, tirou o tênis, meias, deixou a mochila perto da dela e voltou a encará-la
- Até que enfim, hein? Pensei que iria ficar aí, pensando na morte.
Ela riu de novo e dessa vez ele a acompanhou, tinha certeza de que era a última vez que iria ouvir aquela risada.

Colocaram os pés na areia em conjunto, ela estava feliz. Por ele está com ela sempre que precisou. Ela começou a andar por aquela areia fofa com as mãos dele grudada nas dela, ela adora aquilo, adora poder ter ele com ela.
Ela parou de repente, sentia que estava pronta para falar algo que em dois anos, nunca dissera. Primeiro o beijou, lentamente, depois aumentou o ritmo e como consequência aumentou a paixão, o fogo. Assim que o beijo terminou, sorriu largamente para ele, estava completamente feliz e disse, com vontade, paixão, carinho e... amor.
- Eu te amo!

Ele não esperava que ela dissese isso, estava já ficando sem esperanças de que ela o amasse o quanto ele a amava, então decidiu que o que ele tinha a contar era bem menos importante do que ficar com ela, do que dizer nada mais que a ama mais que tudo nesse mundo.
-Eu também te amo.

Beijaram-se lentamente mais com fogo, paixão, carinho, cumplicidade, amizade e... amor.

Quando eu der a louca, eu escreverei aqui alguns contos que faço no meio da aula chata de português.

beigos no sël corassöa e min liag do oreliaö q




2 comeram muffins:

Vick disse...

apaixonei, gamei, surtei,amei. OMG' aulas de português renderam ;D

. disse...

*oooo* aaah que bom que gosto amr *--* /só as aulas de portugues tbm D:

Postar um comentário

Sua opnião faz o blog, sabia? Então vamos lá, solte o verbo e não deixe nada engasgado na garganta. Críticas construtivas, elogios e tudo mais são sempre bem-vindos.

Related Posts with Thumbnails